Ilustração: soldados do IDF durante a pandemia do coronavírus (foto: Dover Tzahal) Ilustração: soldados do IDF durante a pandemia do coronavírus (foto: Dover Tzahal)

 De acordo com dados divulgados ontem, mais de 350 soldados das Forças de Defesa de Israel (IDF) foram diagnosticados com a doença covid-19.


Por Unidos com Israel

Tel Aviv, 09/07/2020

 

As autoridades sanitárias israelenses divulgaram nesta quinta-feira (9) que aproximadamente 10.000 soldados, oficiais e funcionários do Exército de Defesa de Israel (IDF) cumprem um período de 14 dias de quarentena após terem sido expostos a pacientes diagnosticados com a doença covid-19.

Outro importante dado é o número de soldados infectados pelo coronavírus. Hoje, mais de 350 soldados do Exército de Defesa de Israel estão entre os 15.209 casos ativos de covid-19 confirmados pelas autoridades israelenses. O número de soldados diagnosticados com coronavírus desde o início da pandemia não foi divulgado.

Para tentar controlar a proliferação do coronavírus em bases militares o IDF adotou uma severa política de distanciamento social. Cerimônias e eventos foram cancelados e os soldados proibidos por exemplo de usar o sistema ferroviário. Além disso, grande parte dos soldados do IDF estão confinados em suas bases e saem apenas uma vez ao mês para visitar suas famílias.

Desde o início da pandemia do Coronavírus, o Ministério da Saúde de Israel já confirmou 33.947 casos de covid-19. Até agora, 18.392 pessoas já estão curadas e infelizmente, 346 vieram a óbito.