Zecharia Baumel Zecharia Baumel

Related:

As últimas palavras do Sargento Zecharia Baumel para seus pais foram: “Não se preocupem, está tudo bem, mas parece que não vou estar em casa por algum tempo.”

Zecharia Baumel, um soldado da reserva do Exército de Israel, foi ferido e morto durante a batalha de Sultão Jacó, depois que o tanque onde estava foi destruído pelo exército sírio em 11 de junho de 1982. Baumel e outros dois soldados de Israel, Tzvi Feldman e Yehuda Katz, foram considerados desaparecido desde então.

Durante décadas, o IDF e os serviços de inteligência de Israel tentam descobrir o paradeiro dos três soldados desaparecidos. Segundo o Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netaniahu, há 2 anos ele pediu a ajuda de Wladimir Putim, Presidente da Rússia, na busca pelos desaparecidos.

Os restos mortais de Baumel foram encontrados por militares russos na Síria. Uma operação da inteligência israelense garantiu que os restos mortais do soldado retornassem a Israel.

O Porta-voz do Exército de Israel, General Ronen Manelis, disse em nota que: “Estamos diante de um esforço da inteligência de Israel e da Unidade de Localização de Desaparecidos do IDF. Há anos são realizadas operações com a finalidade de encontrar os desaparecidos da batalha de Sultão Jacó. O ápice destes esforços, liderados pela Unidade de Localização de Desaparecidos, ocorreu nos últimos meses com a localização do soldado Zecharia Baumel e seu regresso a Israel. O Exército de Israel está comprometido. Manteremos os esforços para localizar Yehuda Katz, Tzvika Feldman e todos os outros soldados desaparecidos e mortos que não até hoje não sabemos onde foram enterrados.”

A batalha de Sultão Jacó (Sultan Yaakov)

Em 6 de junho de 1982, Israel deu início à operação “Paz ao Galil” ou “Shalom HaGalil”, em hebraico. A operação tinha o objetivo de acabar com a presença de terroristas palestinos no sul do Líbano. Estes grupos haviam aproveitado a fraqueza do governo Libanês para se instalar próximo a fronteira com Israel de onde realizavam ataques terroristas à população israelense.

No quinto dia da operação, que posteriormente ficou conhecida com a Primeira Guerra do Líbano, Israel lançou uma ofensiva contra as forças sírias que dominavam o território libanês. A batalha de Sultão Jacob, como ficou conhecida é considerada uma das grandes derrotas do Exército de Israel.

Os tanques israelenses partiram com o objetivo de dominar a área próxima ao vilarejo de Sultão Jacó e assim a rota entre Beirute e Damasco. Enquanto avançavam, os tanques de Israel foram surpreendidos por forças sírias. Depois de horas de intenso conflito, as forças israelenses bateram em retirada. Dezenas de tanques foram destruídos ou danificados, 20 soldados foram mortos, 30 feridos, 3 desaparecidos e 2 soldados foram capturados pelo exército sírio.