Benjamin Netanyahu, Primeiro-ministro de Israel, na Assembleia Geral das Nações Unidas em 27 de setembro de 2018. (Foto: Caption/YouTube) Benjamin Netanyahu, Primeiro-ministro de Israel, na Assembleia Geral das Nações Unidas em 27 de setembro de 2018. (Foto: Caption/YouTube)

Após denúncia de Israel, Agência Internacional de Energia Atômica encontra traços de urânio em “depósito nuclear secreto” do Irã.

Unidos com Israel

Neste domingo (8), a agência de notícia Reuters noticiou com exclusividade, que inspetores da AIEA, a Agência Internacional de Energia Atômica, encontraram traços de urânio em uma instalação em Teerã. O material é usado na fabricação de bombas nucleares.

Ainda segundo a Reuters, diplomatas que estão acompanhando o caso de perto, disseram que o material foi encontrado em uma inspeção da AIEA em abril deste ano.

Há dois meses, os inspetores da AIEA concluíram a análise dos materiais apreendidos e pediram ao regime iraniano que explicasse a presença do material radioativo no local. Segundo os diplomatas, até agora, o governo do Irã não forneceu qualquer explicação a Agência Internacional de Energia Atômica.

A existência de uma instalação nuclear secreta, como denunciado por Israel, é a prova de que o acordo nuclear firmado entre as potências mundiais e o Irã é baseado em uma mentira.

O acordo foi firmado em 2015, durante o mandato do ex-presidente americano Barack Obama. Israel se opôs veementemente a assinatura do tratado sob a alegação de que o Irã não havia abandonado seu programa nuclear e de que estava enganando o mundo.
Aparentemente, o tempo provou que Netanyahu estava certo.

Em maio de 2018, Donald Trump, Presidente do Estados Unidos, abandonou o acordo nuclear e impôs sanções ao Irã a as empresas que fizessem negócios com o país.

O Embaixador de Israel na Nações Unidas escreveu ontem em sua conta no Twitter que ao encontrar urânia no depósito secreto em Teerã, a Agência Nacional de Energia Atômica “confirmou as alegações de Israel”.

Denúncia na Assembleia Geral das Nações Unidas

Há aproximadamente um ano, o Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou o regime iraniano de possuir um “depósito atômico secreto”. A acusação foi feita durante o discurso de Netanyahu na Assembleia Geral da Nações Unidas em Nova Iorque.

 


Com a ajuda de cartazes com fotos e mapas que mostravam a localização exata do “depósito nuclear secreto”, o Primeiro-ministro israelense pediu que a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), inspecionasse o local antes que os iranianos pudessem esvaziar a instalação. Segundo ele, apenas no mês de agosto de 2018, o regime iraniano havia retirado 15kg de urânia do local.

“O que o Irã esconder, Israel irá encontrar” disse Netanyahu.

Há época, o Ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Zarif, rebateu as acusações e acusou Netanyahu de fazer um “show” na ONU. Teerã chegou a afirmar que a instalação era usada para lavar tapetes.

Send Passover Packages to Needy Israeli Soldiers - Bring Them Joy!

We are honored to thank the young men and women of the IDF who risk their lives every day to protect the citizens of Israel. Since October 7th, soldiers have been on the battlefield for months - many are hoping to come home for Passover.

Join us in sending Passover food packages (and personal notes) to Israeli soldiers and their families.

Many soldiers spend the Passover holiday with needy families back home. The soldiers greatly appreciate your love and concern. Bring them Passover joy!

CLICK HERE TO SEND YOUR PACKAGE AND NOTE TO ISRAELI SOLDIERS!

Donate to Israel