Arquivo: Netanyahu em visita ao Brasil, em 2018, para a posse do presidente Jair Messias Bolsonaro (Avi Ohayon/GPO) Arquivo: Netanyahu em visita ao Brasil, em 2018, para a posse do presidente Jair Messias Bolsonaro (Avi Ohayon/GPO)

Desenvolvida por pesquisadores israelenses do hospital Ichilov, EXO-CD24 se mostrou promissor no tratamento de pacientes com covid-19.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Tel Aviv, 13/02/2021

Na última sexta-feira (12), minutos após o início do shabat em Israel, o Presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, anunciou através de suas redes sociais, haver conversado com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Também estiveram presentes no gabinete presidencial em Brasília e acompanharam a reunião entre os líderes, o Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o Embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley.

Durante esta manhã, estive reunido no Palácio do Planalto com o presidente @jairmessiasbolsonaro e com o ministro das…

Posted by Embaixador Yossi Shelley on Friday, February 12, 2021

Bolsonaro com o embaixador Yossi Shelley e acompanhado pelo ministro Ernesto Araújo na última sexta-feira.

“Conversei há pouco com o Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. Dentre outros assuntos, tratamos da participação do Brasil na 3ª fase de testes do spray EXO-CD24, medicamento israelense que, até o momento, vem obtendo grande sucesso no tratamento da covid-19 em casos graves”, escreveu Bolsonaro.

Além do Brasil, a Grécia, através de seu Primeiro-ministro, Kyriakos Mitsotakis, também demonstrou interesse em testar o medicamento desenvolvido pela equipe de médicos e pesquisadores do hospital Ichilov em Tel Aviv.

Chefiada pelo Dr. Nadir Arber, a equipe de pesquisadores israelenses anunciou no último dia 5 deste mês, haver concluído com extremo sucesso, a primeira fase de testes da droga EXO-CD24. De acordo com os pesquisadores, o medicamento curou 30 pacientes diagnosticados com a doença covid-19. Estes, apresentavam quadros intermediários e graves da doença ocasionada pelo vírus chinês.

Também através das redes sociais, o embaixador Yossi Shelley disse que a reunião entre Netanyahu e Bolsonaro transcorreu de forma positiva. Segundo ele, estuda-se a possibilidade importar o medicamento para o Brasil. Isto, se a droga se comprovar eficaz ao fim das pesquisas e for aprovada, pelo Ministério da Saúde de Israel e pela ANVISA.

“Estamos confiantes de que seguimos no caminho certo para que este medicamento seja uma alternativa a mais na luta contra o vírus. Juntos, sempre iremos mais longe”, escreveu o diplomata israelense.

EXO-CD24 curou 29 pacientes com covid-19 em tempo recorde

Desenvolvida para ser inalada por alguns minutos diariamente, a droga EXO-CD24 é baseada em exossomos enriquecidos que combatem a tempestade de citocinas. Esta, é uma reação exagerada do sistema imunológico humano associada a grande parte das mortes por coronavírus. Nela, células pulmonares saudáveis são atacadas pelo sistema imunológico enquanto este último, tenta combater o coronavírus.

Responsáveis pela comunicação intercelular, os exossomos são complexos proteicos que levam a proteína CD24 aos pulmões e neste caso, ajudam a “acalmar” o sistema imunológico e assim, a tempestade de citocinas.

“O medicamento é baseado em exossomos, fragmentos que se separam da membrana celular e responsáveis pela comunicação intercelular. Nós enriquecemos os exossomos com proteína CD24. Esta, desenvolve-se sobre as células e desempenha um importante e já conhecido papel de equilibrar o sistema imunológico”, disse a Dra. Shiran Shapira, diretora do laboratório do médico e pesquisador, Dr. Nadir Arber.

 

“O Ichilov tem uma extraordinária mensagem para o mundo: concluímos a primeira fase de testes de um medicamento contra o coronavírus. Vinte e nove dos trinta pacientes diagnosticados com covid-19 e quadros clínicos intermediários e graves receberam alta após um período de internação que variou entre 3 e 5 dias”, diz uma nota divulgada pelo Ichilov Medical Center.

Ainda de acordo com os pesquisadores, apesar de exigir mais tempo sendo tratado, o 30° paciente também foi curado e recebeu alta.

Mas apesar da euforia, a nota divulgada pelo hospital Ichilov deixa claro que ainda não existe um medicamento com eficácia comprovada contra a covid-19.

Expressamos nossa imensa gratidão ao Prêmio Genesis pelo seu generoso apoio à United With Israel.