Pessoas de diferentes religiões usam kipá em demonstração de apoio a comunidade judaica na Alemanha. (AP /Jens Meyer) AP /Jens Meyer
Kippah Gerrmany

Depois de causar constrangimento ao governo alemão, Félix Klein, convoca população alemã a usar kipá no Dia de Jerusalém. No sábado, o comissário alemão contra o antissemitismo havia recomendado que judeus não usassem kipá na Alemanha.

United With Israel e JNS

Em solidariedade a comunidade judaica, o comissário do governo alemão contra o antissemitismo, está convocando a população alemã a sair às ruas no sábado, dia sagrado para os judeus, usando uma kipá.

A convocação de Félix Klein, veio depois do constrangimento causado por declaração sua à revista Funke. Em entrevista publicada no sábado, Klein revoltou o mundo ao dizer que judeus não deveriam usar kipot pelas ruas da Alemanha devido ao alto índice de antissemitismo.

A declaração de Félix Klein foi criticada pelo governo de Israel. O presidente israelense, Reuven Rivlin, disse no domingo, que não se combate o antissemitismo com derrotismo e que os judeus nunca irão se render. Rivlin disse ainda que o governo alemão é responsável pela integridade física da comunidade judaica local.

Questionado sobre as declarações de Klein, o porta-voz da Chanceler alemã Angela Merkel, também criticou a declaração de Klein. “O Estado deve garantir a liberdade religiosa e que todos possam transitar com segurança em qualquer lugar do país, usando uma kipá”, disse Steffen Seibert, durante uma coletiva de imprensa.

Klein então convocou a Alemanha a usar kipá em apoio a comunidade judaica do país. “Se houver novos e intoleráveis ataques a população judaica por ocasião do dia Al-Quds, peço a todos os cidadãos de Berlin e da Alemanha que usem kipá no próximo sábado.”

O Al-Quds, é um feriado muçulmano celebrado durante os últimos dias do Ramadã para marcar a suposta “ocupação de Jerusalém”.

No sábado à noite, enquanto o mundo muçulmano estiver celebrando o Al-Quds, em Israel estaremos comemorando o Dia de Jerusalém. Este importante dia do calendário judaico marca a reunificação de Jerusalém depois da Guerra dos Seis Dias em 1967. Até então, Jerusalém era dominada pela Jordânia, depois de ter sido controlada pelos britânicos e pelos turcos.

Recorte “Kipá, faça você mesmo” publicado pelo jornal alemão BILD.

Em apoio a população judaica, o BILD, um dos principais jornais da Alemanha publicou na última segunda-feira em sua primeira página, um recorte com o título “Kipá, faça você mesmo”.

Na ocasião, o Editor-chefe do jornal Bild, Julian Reichelt, escreveu: “Se uma única pessoa em nosso país não puder usar kipá sem correr risco, a nossa resposta só pode ser que todos devem usar uma kipá. A kipá pertence à Alemanha!”