(Shutterstock (Shutterstock

Estudo realizado pela agência de relatórios de crédito “Dum & Bradstreet” aponta que a média de crescimento econômico mundial ficou em 5,9%.


Por Aurora

Versão em português, UWI

 

A Dum & Brastreet, uma agência multinacional de relatórios financeiros, realizou um estudo que foi divulgado na última segunda-feira (27) e aponta um crescimento de 7% da economia israelense em 2021, superando a média global fixada em 5,9%.

A economia indiana por exemplo cresceu 9,5%, enquanto a chinesa teve crescimento de 8%.

De acordo com o estudo o crescimento da economia israelense deve-se aos setores da tecnologia, inovação e imobiliário. Apesar disso, setores como o do turismo, serviços e entretenimento continuaram a sofrer em razão da pandemia, mesmo tendo apresentado melhora em comparação a 2020.

“O setor de tecnologia mostrou novamente ser o motor da economia israelense influenciando seu crescimento positivamente”, disse a vice-presidente de análise de dados da “Dum & Bradstreet Israel, Efrat Segev.

Segundo Segev, é agora papel do governo israelense encontrar formas de usar o setor da tecnologia como alavanca para o crescimento de outros setores. Assim, contribuindo para a diminuição da disparidade social.

O estudo divulgado apontou ainda que a campanha de vacinação em massa abraçada pelo governo de Israel foi essencial para que o país sofresse menos do que muitos outros com os abalos derivados da pandemia da covid-19.