Bahrein permite que aviões israelenses utilizem o seu espaço aéreo (Caption/Youtube) Bahrein permite que aviões israelenses utilizem o seu espaço aéreo (Caption/Youtube)

Depois da Arábia Saudita, chegou a vez do Bahrein permitir que aviões israelenses utilizem seu espaço aéreo em voos da rota Tel Aviv-Abu Dhabi.


Por Unidos com Israel

Tel Aviv, 06/09/2020

 

Seguindo o mesmo caminho da Arábia Saudita, a Agência Nacional de Aviação Civil do Bahrein anunciou no final da semana passada, que os aviões que realizarem os voos da nova rota Tel Aviv-Abu Dhabi poderão usar seu espaço aéreo. Esta decisão se aplica também aos voos de companhias aéreas israelenses como a El Al, a Arkia ou a Israir.

Esta, foi uma concessão feita aos Emirados Árabes Unidos que no último dia 13 de agosto, anunciou que havia chegado a um histórico acordo de paz com o Estado de Israel.

A nota divulgada pela rede de notícias estatal do Bahrein não faz qualquer menção a Israel. Ao invés disso, apenas deixa claro que “o Bahrein irá permitir que todos os voos, de qualquer país, que tenham os Emirados Árabes Unidos como destino ou ponto de partida, poderão cruzar o seu espaço aéreo”.

Até agora, assim como a Arábia Saudita, por não reconhecer ou ter, oficialmente, relações diplomáticas com o Estado de Israel, o governo do Bahrein não autorizava a entrada de aviões que decolassem em Tel Aviv ou que tivessem a cidade como seu destino. Para contornar esta determinação, muitas companhias aéreas que atuam em Israel eram obrigadas a fazer “escalas diplomáticas” no Egito, Chipre ou Jordânia. Mas este “jeitinho”, nunca foi uma opção para as companhias aéreas israelense que tinham até agora, que contornar o espaço destes países do golfo. Felizmente, isto não mais será necessário.