Arquivo: soldados do IDF treinam para enfrentar terroristas em túneis de assalto (Foto: Dover Tzahal) Arquivo: soldados do IDF treinam para enfrentar terroristas em túneis de assalto (Foto: Dover Tzahal)

Túnel subterrâneo foi descoberto por um sistema de sensores instalados na zona fronteiriça, entre Israel e a Faixa de Gaza.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Tel Aviv, 21/10/2020

 

O Exército de Defesa de Israel, IDF na sigla em inglês, divulgou na noite desta terça-feira (20), ter encontrado um “túnel de assalto terrorista” na região sul da fronteira com a Faixa de Gaza.

Ainda em fase de construção, o túnel de assalto começa na cidade palestina de Khan Yunis na Faixa de Gaza, local controlado desde 2007 pelo grupo terrorista Hamas. Após cruzar a fronteira, em um ataque direto à soberania de Israel, o mesmo já se encontrava “centenas de metros” infiltrado no território israelense. Apesar disso, ainda não havia atingido o muro de concreto construído para proteger as comunidades israelenses próximas a fronteira e por isso, não apresenta perigo aos cidadãos.

De acordo com o Porta-voz do IDF, General Hidai Zilberman, o túnel de assalto terrorista foi descoberto graças a tecnologia israelense e a um sistema de sensores desenvolvidos para este fim que ainda está sendo implementado. Com o término deste projeto programado para 2021, ele já se mostra bastante efetivo.

“Pela primeira vez e em um batismo de fogo, a barreira que ainda está sendo implementada, conseguiu localizar um túnel terrorista subterrâneo. O projeto dos túneis, uma bandeira dos grupos terroristas da Faixa de Gaza, desmoronou”, escreveu o General Hidai Zilberman nas redes sociais.

Construídos pelos principais grupos terroristas da Faixa de Gaza, como o Hamas e a Jihad Islâmica Palestina, estes túneis são uma de suas armas estratégicas. Isto, por possibilitar o acesso de terroristas ao território israelense, aos soldados do IDF e as comunidades localizadas na zona fronteiriça.

 

Terroristas usam um túnel para se infiltrar no território israelense em 2014.

 

“Vemos que nos últimos anos o projeto dos túneis está ocupando um lugar de destaque entre as organizações terroristas e consumindo muito dinheiro que poderia ser revertido para o bem-estar dos moradores da Faixa de Gaza. Consequentemente, nós intensificamos os esforços para descobri-los e neutralizar esta ameça”, disse ainda o Porta-voz do IDF.

Nos próximos dias, o Exército de Defesa de Israel conduzirá uma série de investigações no túnel e em sua estrutura para determinar além de outras coisas, qual organização terrorista é a responsável pela sua construção. Após a conclusão deste processo, ele será destruído.