Israel Police - Caption Israel Police - Caption

Related:

Israel tenta colocar um fim a onda de violência e terrorismo que este já cobrou a vida de 19 pessoas e deixou dezenas de feridos.


Por Unidos com Israel

Tel Aviv, 06/06/2022

 

 

Uma investigação do Shin Bet, serviço de inteligência de Israel, levou à prisão de dois homens palestinos suspeitos de envolvimento com grupos terroristas e frustrou um atentado na cidade de Tel Aviv.

Identificados apenas como moradores da cidade árabe de Nablus, localizada no território controlado pela Autoridade Palestina, os suspeitos foram detidos no início da manhã desta segunda-feira (6) na região sul de Tel Aviv. Segundo as autoridades, eles haviam entrado ilegalmente em Israel e planejavam a execução de um atentado terrorista.

A prisão dos suspeitos foi realizada por policiais da Unidade de Contraterrorismo da Polícia de Israel e ambos foram encaminhados para interrogatório.

De acordo com a legislação penal israelense os suspeitos deverão ser levados pela polícia a uma corte competente em até 24h para suas audiências de custódia. Até lá, não devem ser divulgadas mais informações.

As autoridades israelenses vêm trabalhando para colocar um fim à onda de violência palestina e devolver o sentimento de segurança à população. Isto, após os atentados deste ano que começaram logo antes do mês do Ramadã, cobraram a vida de 19 israelenses e deixaram outros 74 feridos.

Este projeto de contraterrorismo foi batizado de “Operação Quebra Ondas”.

Na mesma conjuntura, soldados das Forças de Defesa de Israel realizaram, durante a madrugada desta segunda-feira, a prisão de outros 13 palestinos suspeitos de envolvimento com grupos e atividades terroristas. As operações foram conduzidas em diversas cidades da Judéia e Samaria.

Também na madrugada de hoje, desta vez próximo à fronteira com a Jordânia, policiais israelenses frustraram o contrabando de 12 pistolas. As armas foram encontradas em uma mochila por policiais que realizaram buscas por suspeito na região fronteiriça.