Benjamin Netanyahu durante seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas (Caption) Benjamin Netanyahu durante seu discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas (Caption)

O Primeiro-ministro isralense discursou na Assembléia Geral da Nações Unidas e acusou o grupo terrorista de armazenar mísseis em áreas residenciais no coração de Beirute, próximo a instalações de gás.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Tel Aviv, 29/09/2020

 

Nesta terça-feira (29), o Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, discursou durante a Assembleia Geral da Nações Unidas. Assim como o dos demais líderes mundiais e em função da pandemia do coronavírus, o discurso de Netanyahu também foi gravado, editado e enviado para a sede da instituição em Washington.

Durante seu discurso, Benjamin Netayahu lamentou a morte de centenas de libaneses vítimas da explosão que devastou a cidade de Beirute em agosto deste ano. Segundo ele, uma nova tragédia, de proporção similar, pode acontecer a qualquer momento na região do aeroporto internacional de Beirute. Isto, consequência das ações do grupo terrorista Hezbollah que armazena armas e mísseis em áreas residenciais da capital libanesa.

“Nós vimos a explosão que aconteceu no porto de Beirute. Houve 200 mortes e aproximadamente 500.000 pessoas ficaram desabrigadas. No bairro de Janah, ao lado do aeroporto internacional de Beirute, o Hezbollah mantém um armazém secreto de armamentos, há poucos metros de instalações de gás e rodeado por residências”, disse o premier israelense.

Usando um mapa projetado em um telão, Netanyahu apontou a exata localização da fábrica de mísseis de precisão e armazém de mísseis e armamentos, Além disso, ele divulgou para toda a comunidade internacional as precisas coordenadas da instalação que segundo ele , encontra-se em um bairro residencial, a poucos metros de duas usinas de gás e a 50 metros de um posto de gasolina. “Aqui poderá acontecer uma nova explosão”, disse ele.

Após o discurso de Netanyahu na Assembleia geral da Nações Unidas, as Forças de Defesa de Israel, IDF na sigla em inglês, divulgaram em sua conta oficial nas redes sociais, os mapas e fotos mostradas ao mundo por Netanyahu.

 

Fonte: IDF

 

“Esta não é a primeira vez que expomos as fábricas de mísseis guiados de precisão do Hezbollah no coração de Beirute. Mas a comunidade internacional pode ajudar para que esta seja a última vez. É hora do mundo se opor contra o uso de escudos humanos por parte do Hezbollah”, escreveu o Porta-voz do IDF nas redes sociais.

O Premier israelense falou também à população libanesa. “Eu falo ao povo do bairro de Janah, vocês têm que agir agora. Vocês têm que protestar, porque se isto explode, haverá uma outra tragédia”. Netanyahu acusou o Hezbolah e seu aliado, o Irã, de colocar a população libanesa em risco e disse que estes depósitos de armamentos, no coração de Beirute e em uma área residencial, devem ser desativados.