Palestinian President Mahmoud Abbas (AP/Nasser Shiyoukhi) (AP/Nasser Shiyoukhi)

Televisão oficial da Autoridade Palestina e Página do Facebook do Fatah, partido de Mahmoud Abbas, propagam o ódio e o antissemitismo abertamente. Infelizmente, o mundo não quer ver.

David Aghiarian, Unidos com Israel

Não é de hoje que o discurso de ódio e o antissemitismo é divulgado pelos canais de mídia da Autoridade Palestina. Há gerações, crianças aprendem com seus professores, líderes religiosos e políticos que os judeus são o inimigo e devem ser eliminados a todo custo. Contra essa mentalidade não há diálogo, com esta mentalidade a paz é inalcançável.

Infelizmente, graças a mídia internacional e seu viés anti-israelense, o mundo compra uma imagem diferente da liderança palestina. A mesma mídia que tenta demonstrar repúdio ao antissemitismo é também aquela que se nega a chamar os “militantes” do Hamas de terroristas.

Enquanto o termo “resistência palestina” for usado para definir grupos como o Hamas, o Fatah e até a Autoridade Palestina (porque não), a mídia não tem minha confiança. Enquanto o medo de ferir o “politicamente correto” for maior do que o medo da perda da vida humana, o terrorista prevalecerá.

Veja neste vídeo, produzido pela ONG Palestinian Media Watch (PMW), o discurso de ódio sendo propagado pela Autoridade Palestina, um organização que se não é terroristas, ao menos faz apologia ao terrorismo e ao antissemitismo.