Emil Aladjem, Israel Antiquities Authority Emil Aladjem, Israel Antiquities Authority

Related:

Os ovos estavam próximo à uma antiga fogueira encontrada na aldeia de Nitzana, próximo à fronteira entre Israel e o Egito.


Por Unidos com Israel

 

A Autoridade de Antiguidades de Israel anunciou nesta quinta-feira (12), a descoberta de oito ovos de avestruz com mais de 4 mil anos de idade próximo a uma antiga fogueira usada por povos nômades pré-históricos. Os ovos, foram descobertos em um sítio arqueológico localizado nas dunas de Nitzana, no deserto do Negev, próximo à fronteira com o Egito.

Os ovos milenares, apesar de surpreendentes, fazem parte de uma descoberta ainda maior. De acordo com os pesquisadores, do local de descanso e ponto de encontro usado por antigas tribos nômades que viviam no que conhecemos hoje como o deserto do Negev.

“Encontramos uma área de acampamento que estende por 200 km² que foi usada por povos nômades do deserto no período pré-histórico”, disse Lauren Davis, Coordenadora do Sítio Arqueológico.

“Embora os nômades não tenham construído estruturas permanentes, este local nos permite sentir sua presença no deserto”, disse Davis.

A pesquisadora israelense disse ainda que apesar de terem suas cascas quebradas, os ovos encontrados estão em um excepcional grau de preservação. Isto, talvez, por haverem passado milhares de anos encobertos e protegidos pelas aldeias do deserto.

“Locais como este podem rapidamente ser encobertos pelas dunas de areias, sendo expostos milhares de anos depois”, disse a Dra. Lauren Davis. Segundo ela, foram descobertas ainda pedras queimadas, sílex, ferramentas de pedras e fragmentos de cerâmica.

 

De acordo com o Dr. Amir Gorzalzani, também da Autoridade de Antiguidades de Israel, os primeiros povos nômades valorizavam muito os ovos de avestruz, animais antigamente encontrados em abundância no deserto.

“Já encontramos ovos de avestruz em diversos sítios arqueológicos, em locais de culto e túmulos, usados como vasos de luxo ou recipientes para o consumo de líquidos. Claro, eles também eram usados como fonte de alimento: um ovo de avestruz tem valor nutricional equivalente ao de 25 ovos de galinha”, disse o pesquisador.

Os ovos e material descobertos passarão por um processo de restauração no Museu Arqueológico Nacional de Israel, onde ficarão à disposição para estudos e pesquisas.