Foto: Office of the Iranian Supreme Leader via AP Foto: Office of the Iranian Supreme Leader via AP

Ajude-nos! Peça ao Twitter para excluir a conta do líder supremo do Irã por incitar o terrorismo contra Israel e os Estados Unidos.

 

Unidos com Israel

Na quarta-feira (5), o líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei, usou sua conta no Twiitter para incitar violência e estimular os palestinos a cometerem atentados terroristas contra os israelenses e contra os Estados Unidos. “É corajosa a resistência da nação e organizações palestina, através da Jihad (guerra santa) eles expulsarão o inimigo sionista e os Estados Unidos”, escreveu o ditador iraniano Ali Khamenei em um Tweet. Horas depois, essa mesma Jihad, ou Guerra Santa em português, atingiu o Estado de Israel.

Na quinta-feira (6), um dia apenas após os palestinos a cometerem atos de violência contra israelenses, três atentados terroristas ocorreram em Israel e 14 pessoas ficaram feridas. Entre as vítimas, 12 jovens soldados israelenses que caminhavam pelas ruas de Jerusalém em direção ao Muro das Lamentações. Lá, eles realizariam a cerimônia de conclusão do treinamento militar básico e fariam um juramento, prometendo proteger o Estado de Israel e seus cidadãos.

Agora, nós precisamos da sua ajuda! Peça ao Twitter para excluir a conta de Ali Khamenei e banir o sanguinário ditador da rede social.

Clique aqui e denuncie a conta no Twitter do Aiatolá Ali Khamenei por incitar a violência e promover o terrorismo contra israelenses e contra os Estados Unidos.

Copie esta mensagem, clique aqui, e a envie para o Diretor Geral do Twitter, Sr. Jack Dorsey. Peça a ele para excluir a conta do Aiatolá Ali Khamenei. Você também pode copiar esta mensagem e enviá-la como um email para jack@twitter.com

Nos ajude a calar o ditador iraniano antes que o terrorismo cobre sua próxima vítima.