Primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett e Vladimir Putin em Sochi (Kobi Gideon, GPO) Primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett e Vladimir Putin em Sochi (Kobi Gideon, GPO)

Pogramada para durar 2h apenas a reunião entre Bennett e Putin estendeu-se por mais de 5h, obrigando o Primeiro-ministro de Israel, que é um judeu observante, a passar o shabat na Rússia.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Tel Aviv, 24/10/2021

 

O Primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, encontrou-se na última sexta-feira (22) com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Sochi. Bennett viajou a convite de Putin, e chegou a ser convidado para conhecer a famosa casa do presidente russo na cidade, que fica situada na costa do Mar Negro, uma honra reservada apenas para pouquíssimos líderes mundiais.

Programada para durar apenas duas horas a reunião entre os dois líderes estendeu-se por mais de 5h, o que obrigou o premier israelense, que é religioso, a passar o shabat em Sochi e regressar para Jerusalém apenas no sábado à noite. Judeus religiosos não usam aparelhos eletrônicos ou meios de transporte durante o shabat, entre o pôr do sol de sexta-feira e o anoitecer de sábado. A não ser em casos de emergência.

De acordo com o Gabinete do Primeiro-ministro de Israel, Bennett e Putim falaram sobre o estreitamento das relações entre Jerusalém e Moscou e sobre formas de instigar a cooperação em áreas como a tecnologia, economia, ciência, cultura e turismo.

Falando brevemente com a imprensa, Bennett lembrou que aproximadamente um milhão de israelenses são de origem russa ou de países da antiga União Soviética. Putin por sua vez, disse que Israel pode ser o país, fora da antiga União Soviética, onde o russo é o idioma mais falado.

O envolvimento da Rússia na Síria e o programa nuclear iraniano e sua ameaça para Israel também foram tema da reunião entre Putin e Bennett. Há anos Moscou vem permitindo que Israel ataque alvos do Hezbollah e da Guarda da Revolução Islâmica do Irã no território sírio e a cooperação entre as forças aéreas de ambos os países é essencial para o combate ao terrorismo.

“Houve uma longa conversa sobre temas estratégicos”, disse o Ministro o Ministro da Habitação e Construção de Israel, Zeev Elkin, que nasceu na Ucrânia e serviu como tradutor de Bennett durante seu encontro com Putin.

“Eles discutiram a fundo a situação atual do programa nuclear iraniano e tiveram uma conversa muito ampla sobre a situação na Síria, com o intuito de preservar o sistema de coordenação (militar). O Primeiro-ministro apresentou sua visão sobre como interromper o programa nuclear do Irã e impedi-lo de se estabelecer na Síria”, disse Elkin.

Antes da reunião, Putin disse que havia “problemas a serem tratados” e que espera que o novo governo israelense mantenha uma boa relação com Moscou, nos moldes daquela adotada durante os governos de Benjamin Netanyahu.

Antigo aliado de Netanyahu e aquele que o acompanhou em diversas ocasiões durante seus encontros com Putin, o ministro Zeev Elkin classificou a reunião de Bennett com o presidente russo como “a mais calorosa e íntima dos últimos anos”.