Netanyahu e Ernesto Araújo em Jerusalém (Foto: Kobi Gideon/GPO) Netanyahu e Ernesto Araújo em Jerusalém (Foto: Kobi Gideon/GPO)

Em seu segundo dia na capital do Estado de Israel o chanceler Ernesto Araújo e o deputado Eduardo Bolsonaro foram recebidos pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Tel Aviv, 08/03/2021

 

O Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu recebeu o Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, na noite desta segunda-feira (8) em Jerusalém. No encontro, estiveram presentes também o antigo Embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, e o Presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, Eduardo Bolsonaro.

De acordo com uma nota divulgada pelo gabinete do Primeiro-ministro de Israel, Netanyahu e os membros da comissão brasileira discutiram formas de combate à pandemia do coronavírus e a possibilidade de cooperação nesta área entre os dois países.

“No encontro discutiu-se a batalha internacional contra o coronavírus, oportunidades de cooperação entre Israel e o Brasil nesta área e a ampliação da capacidade dos dois países na área da pesquisa e desenvolvimento de vacinas contra futuras doenças infecciosas”, diz a nota.

No último domingo, ao receber a delegação brasileira na sede do Ministério das Relações Exteriores, o chanceler Gabi Ashkenazi prometeu que Israel irá ajudar o Brasil com o que for necessário e estiver ao seu alcance.

“Israel sempre terá um lugar especial em seu coração para abrigar o povo brasileiro”, disse Gabi Ashkenazi ao lembrar a participação do diplomata Oswaldo Aranha na criação do Estado Judeu.

Em um video publicado nas redes sociais, o chanceler Ernesto Araújo falou sobre seu encontro com Benjamin Netanyahu. Segundo ele, o premier israelense “reafirmou todo o compromisso entre o Brasil e Israel no combate à pandemia e muitos outros temas”.

De acordo com a nota divulgada pelo gabinete de Netanyahu, alguns destes temas estão relacionados com a área econômica e de defesa.

No mesmo vídeo, divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais, o Deputado Federal Eduardo Bolsonaro disse que a cooperação entre Brasil e Israel na área da saúde e combate à pandemia não é “algo inédito” e que muitos outros países seguiram o mesmo caminho e buscam alianças com Jerusalém.

Um deste países citados por Bolsonaro é a Grécia que em fevereiro deste ano, disse querer uma parceria com Israel no desenvolvimento do medicamento EXO-CD24 contra a covid-19. Desenvolvida por pesquisadores do hospital Ichilov Medical Center em Tel Aviv, a droga que ainda encontra-se em fase de testes mostrou-se promissora no tratamento de pacientes infectados pelo coronavírus.

“Supondo que consigamos superar os obstáculos regulatórios, a Grécia ficaria muito feliz em participar dos testes clínicos”, disse o primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis.