Trump e Netanyahu na Casa Branca (Koby Gideon/GPO) Trump e Netanyahu na Casa Branca (Koby Gideon/GPO)

“O Presidente Donald J. Trump e o Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu conversaram sobre os últimos desdobramentos da pandemia provocada pelo coronavírus”, anunciou a Casa Branca.

Por JNS

Versão em português, Unidos com Israel

O conversa entre os dois líderes ocorreu na sexta-feira, um dia após o General Benny Gantz, rival político de Benjamin Netanyahu, atender ao chamado do Premier israelense e se unir a ele para formar um governo de emergência. Os termos do acordo, que ainda está sendo discutido, devem garantir que Netanyahu continue no cargo de Primeiro-ministro pelos próximos 18 meses. Após este período, ele seria substituído por Benny Gantz, líder do partido Azul e Branco.

Nesta nova coalização e governo que estão se formando e deve colocar um fim a crise política israelense, Benny Gantz deverá ocupar em um primeiro momento, os cargos de Ministro das Relações Exteriores e de Primeiro-ministro substituto de Israel.

Além de parabenizar o Premier israelense pelo êxito na área da política, Trump e Netanyahu discutiram também os últimos desdobramentos da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). Em Israel, o governo respondeu rápido ao coronavírus e logo adotou medidas para conter a proliferação do coronavírus.  

“Os líderes concordaram que trabalharão juntos para combater o vírus e minimizar seu impacto global. O Presidente e o Primeiro-ministro também discutiram questões bilaterais e regionais”, diz a nota da Casa Branca.

Atualmente os Estados Unidos têm o maior número de casos confirmados de coronavírus e Israel por sua vez, com 4347 pacientes com Covid-19, ocupa a vigésima posição neste sinistro ranking.