Soldados do IDF na Cerimônia de Yom HaZikaron no Muro das Lamentações (Hadas Parush/Flash90) Soldados do IDF na Cerimônia de Yom HaZikaron no Muro das Lamentações (Hadas Parush/Flash90)

O Yom HaZikaron começa a ser celebrado em Israel hoje à noite, mais precisamente as 20:00 horário de Jerusalém.

Hoje à noite em Israel celebramos o “Dia em Recordação aos Soldados das Guerras de Israel e Vítimas do Terrorismo” ou Yom HaZikaron em hebraico.  Este é um dia de luto em Israel. Neste dia homenageamos os soldados do Exército de Defesa de Israel (IDF) que foram mortos em combate e que deram suas vidas para defender o Estado de Israel e seu povo. Neste dia aproveitamos para lembrar e homenagear também, todos aqueles que perderam suas vidas vítimas de atentados terroristas.

Sirene e um minuto de silêncio em Tel Aviv (Tomer Neuberg/Flash90)

Uma sirene fúnebre soará hoje à noite em todo Israel, mais precisamente as 20:00 horário de Jerusalém, e abrirá as celebrações de Yom HaZikaron em todo o país.

Exatamente as 20 horas, todos os Israelenses pararão o que estiverem fazendo e se levantarão para homenagear em silêncio os soldados do IDF e as vítimas do terrorismo.

Nos escritórios, casas, ruas e parques, todos param o que estiverem fazendo por um minuto. O momento é tão especial que até mesmo motoristas de ônibus e carros estacionam seus veículos aonde estiverem, levantam-se e permanecem em pé e em silêncio até o fim da sirene.

Hoje a noite em Israel, o comércio não abre. Shoppings, lojas, bares e restaurantes encerrarão suas atividades ao pôr do sol em respeito e este dia tão especial.

Israeli soldiers during preparations for Israel's Memorial Day services on the Mount of Olives

Soldado paraquedista do IDF bate continência para homenagear colegas mortos em combate. Foto: Nati Shohat / Flash90

Ao fim da sirene, terá início, no Muro das Lamentações em Jerusalém, uma Cerimônia em Memória dos Soldados do IDF caídos. Participarão da cerimônia, o Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, o Presidente de Israel, o Chefe do Estado Maior do IDF, General Yair Kochavi, e outros políticos e personalidades. Enquanto deputado, o hoje Presidente do Brasil Jair Messias Bolsonaro, participou da cerimônia em 2016.

Amanhã as 11 horas da manhã, outra sirene soará. Esta segunda sirene marca o início das cerimônias em escolas, cemitérios e casas de família. Estas são cerimônias privadas onde amigos e familiares homenagearão seus entes queridos.

Presidente de Israel na cerimônia de Yom HaZikaron no Muro das Lamentações. Mark Neyman/GPO

No fim do dia, uma última cerimônia acontece no Monte Hertzl em Jerusalém. Esta cerimônia marca o fim do Yom Hazikaron e o início do Dia da Independência de Israel que este ano comemora 71 anos.

Em Israel, a legislação determina, que o Dia da Independência começa no exato momento em que Yom Hazikaron termina. Um depende do outro. Nós acreditamos que o Estado de Israel não pode celebrar sua existência sem antes lembrar daqueles que deram suas vidas pelo Estado e pelo povo judeu. Um dia não pode existir sem o outro.

Nós lembramos e homenageamos aqueles que deram suas vidas para que o Estado de Israel tivesse um futuro e só depois começamos a celebrar sua existência.