Comandante da Brigada Sul da Jihad Islâmica Palestina, Khaled Mansour (Israel Defense Forces/Twitter) Comandante da Brigada Sul da Jihad Islâmica Palestina, Khaled Mansour (Israel Defense Forces/Twitter)

Em outro significativo golpe à Jihad Islâmica Palestina as Forças de Defesa de Israel eliminaram neste sábado o terrorista Khaled Mansour, além de seu vice e assessor, Ziad Madalal.


Por David Aghiarian, Unidos com Israel

Jerusalém, 07/08/2022

 

No segundo dia da operação “Alvorada”, que começou nesta sexta-feira (5) e visa sufocar a ameaça representada pela Jihad Islâmica Palestina, as Forças de Defesa de Israel, IDF na sigla em inglês, deram outro expressivo golpe no grupo terrorista eliminando Khaled Mansour, um de seus mais importantes líderes.

Comandante da Brigada Sul da Jihad Islâmica Palestina, Khaled Mansour foi morto em um bombardeio israelense ao seu esconderijo, em Rafa. A cidade, ao sul da Faixa de Gaza, está localizada próximo à fronteira com o Sinai, no Egito. Seu vice e assessor, Ziad Madalal, também foi morto no ataque.

O mesmo bombardeio matou ainda o terrorista Khattab Amassi, comandante da Jihad Islâmica Palestina na cidade de Rafa.

Na sexta-feira, na abertura da operação “Alvorada”, o IDF matou ainda o terrorista Taysir al-Jabari. Ele ocupava um posto semelhante à Khaled Mansour e comandava as operações militares da Jihad Islâmica Palestina na região norte da Faixa de Gaza.

Desde a morte do terrorista Baha abu al-Ata em um bombardeio israelense ao seu esconderijo em 2019, o comando do braço armado da Jihad Islâmica Palestina recaiu sobre Taysir al-Jabari e Khaled Mansour. Estes, eram responsáveis por toda a operação militar do grupo e pelo lançamento de milhares de foguetes contra o território israelense.

A Jihad Islâmica Palestina é o segundo maior grupo terrorista da Faixa de Gaza, atrás apenas do Hamas, que desde 2007 controla a região. O grupo é financiado e treinado pelo Irã, prega a destruição de Israel e se opõe a negociações e à diplomacia.

A escalada do conflito entre Israel e a Jihad Islâmica Palestina começou no início da semana passada, logo após a prisão de Bassam al-Saadi, que comandava as operações do grupo terrorista na Judéia e Samaria. Através de ameaças à população civil de Israel o grupo terrorista que é cúmplice do Irã exigia entre outras coisas, a soltura imediata al-Saadi.

Do You Love Israel? Make a Donation - Show Your Support!

Donate to vital charities that help protect Israelis and inspire millions around the world to support Israel too!

Now more than ever, Israel needs your help to fight and win the war -- and also the battle of public opinion.

Antisemitism, anti-Israel bias and boycotts are out of control. Israel's enemies are inciting terror and violence against innocent Israelis and Jews around the world. Help us fight back!

STAND UP FOR ISRAEL AND MAKE A DONATION TODAY!

Donate to Israel